quinta-feira, outubro 20, 2005

Cancelamento do BLOG!

Querido amigos virtuais e não-virtuais:
Vou cancelar o meu blog por motivos "técnicos", coisas pessoais mesmo. Assim que eu criar um novo blog, mandarei mensagens para todos vocês que interagiram neste espaço apesar do pouco tempo de existência dele. Espero que o que eu tenha escrito, tenha tido valia para os que dispuseram seu tempo para ler meus textos.

Prometo que continuarei visitando todos vocês.

Quero fazer um agradecimento em especial a Adônis, do blog TEMPUS FUGIT, VITA BREVIS- LIVE LIFE! Muito obrigada pela força! Você é uma pessoa mavilhosa, rara de ser encontrada. Quem se interessar em visitá-lo, não irá se arrepender em ver coisas lindas escritas por esse moço.

Beijo a todos, esperando que seus caminhos estejam sempre cobertos de flores e mais uma vez, muito obrigada pelas visitas.

OBS: O cancelamento será feito na quarta-feira, dia 26/10/2005.

quinta-feira, outubro 13, 2005

Viver não dói

Recebi esse texto e quero dividí-lo com todos. Vale a pena, é lindo!

"Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas,
mas das coisas que foram sonhadas
e não se cumpriram.
Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer,
apenas agradecer por termos conhecido
uma pessoa tão bacana,
que gerou em nós um sentimento intenso
e que nos fez companhia por um tempo razoável,
um tempo feliz.
Sofremos por quê?
Porque automaticamente esquecemos
o que foi desfrutado e passamos a sofrer
pelas nossas projeções irrealizadas,
por todas as cidades que gostaríamosde ter conhecido ao lado do nosso amor
e não conhecemos,
por todos os filhos
que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos,
por todos os shows, livros e silêncios
que gostaríamos de ter compartilhado,
e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados,
pela eternidade.
Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco,
mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema,
para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.
Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco,
mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela
nossas mais profundas angústias
e ela estivesse interessada em nos compreender.
Sofremos não porque nosso time perdeu,
mas pela euforia sufocada.
Sofremos não porque envelhecemos,
mas porque o futuro está sendo confiscado de nós,
impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,
todas aquelas com as quais sonhamos e
nunca chegamos a experimentar.
Como aliviar a dor do que não foi vivido?
A resposta é simples como um verso:
Se iludindo menos e vivendo mais!!!
A cada dia que vivo,
mais me convenço de que o desperdício da vida
está no amor que não damos,
nas forças que não usamos,
na prudência egoísta que nada arrisca,
e que, esquivando-se do sofrimento,
perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável. O sofrimento é opcional."

Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, outubro 06, 2005

Idas e vindas

Engraçado como tudo na vida é um círculo. As coisas vem e vão até encontrarem seus devidos lugares.
Aí sim, tudo fica tranquilo, calmo...
E os sentimentos? Ah, esses pregam muitas peças! Não sabemos direito como eles funcionam. Quando vão começar, acabar ou mesmo voltar. E muitas vezes voltam intensos, firmes e prontos para serem revividos do jeito que não foram antes. Querendo tudo o que ficamos devendo no passado. Esses voltam com tudo.
Tem pessoas que cruzam em nossas vidas e jamais saem dos nossos destinos. Com essas, eu quero ser feliz. Viver em paz e harmonia, pois elas sempre vão está dentro de nós. Essas...; são parte de nós.
Como sempre costumo fazer, coloco para vocês a letra de uma linda música que fala algumas coisa por mim...

"Olho para o céu
Tantas estrelas dizendo da imensidão
Do universo em nós
A força desse amor
Nos invadiu...
Com ela veio a paz, toda beleza de sentir
Que para sempre uma estrela vai dizer
Simplesmente amo você...
Meu amor..
Vou lhe dizer
Quero você
Com a alegria de um pássaro
Em busca de outro verão
Na noite do sertão
Meu coração só quer bater por ti
Eu me coloco em tuas mãos
Pra sentir todo o carinho que sonhei
Nós somos rainha e rei
Olho para o céu
Tantas estrelas dizendo da imensidão
Do universo em nós
A força desse amor nos invadiu...
Então...
Veio a certeza de amar você..."
Céu de Santo Amaro
(Caetano Veloso e Flávio Venturine)

segunda-feira, outubro 03, 2005

O lago e Narciso

Adoro os textos e livros publicados por Paulo Coelhor (escritor).
Tem um livro dele que é pequeno, porém, traz uma menssagem maravilhosa. Se alguém aceitar, fica a sugestão para leitura: "O Dom Supremo"
Gostaria de compartilhar um dos seus textos que li e achei muito interessante.
Reflitam sobre a estória!

O lago e Narciso
"Quase todo mundo conhece a história original (grega) sobre Narciso: um belo rapaz que, todos os dias, ia contemplar seu rosto num lago. Era tão fascinado por si mesmo que, certa manhã, quando procurava admirar-se mais de perto, caiu na água e terminou morrendo afogado. No lugar onde caiu, nasceu uma flor, que passamos a chamar de narciso.
O escritor Oscar Wilde, porém, tem uma maneira diferente de terminar esta história.
Ele diz que, quando Narciso morreu, vieram as Oréiades -deusas do bosque- e viram que a água doce do lago havia se transformado em lágrimas salgadas.
- Por que você chora? -perguntaram as Oréiades.
- Choro por Narciso. -respondeu o lago.
- Ah, não nos espanta que você chore por Narciso -continuaram elas. - Afinal de contas, apesar de todas nós sempre corrermos atrás dele pelo bosque, você era o único que tinha o oportunidade de contemplar de perto sua beleza.
- Mas Narciso era belo? -quis saber o lago.
- Quem melhor do que você poderia saber? -responderam, surpresas, as Oréiades. - Afinal de contas, era em suas margens que ele se debruçava todos os dias.
O lago ficou algum tempo quieto. Por fim, disse:
- Eu choro por Narciso, mas jamais havia percebido que Narciso era belo.
"Choro por ele porque, todas as vezes que ele se deitava sobre minhas margens, eu podia ver, no fundo dos seus olhos, a minha própria beleza refletida".
(Paulo Coelho)

sexta-feira, setembro 30, 2005

Tudo Junto!!!!!

As fases em nossas vidas são sempre redescobertas. Redescobrir tudo o que passou de bom e saber reaproveitar tudo que foi deixado para trás.
Lembranças são sempre bem vindas, sejam elas quais forem, e com elas, histórias que foram vividas e gostaríamos de reviver. Fases que podem ser revividas.
Reviver sentimentos e situações, porém, de uma forma amadurecida. Felizmente, o tempo não volta.
Esse texto está meio doido. Mas a minha cabeça está assim: a mil.
São tantas coisas que espero, são tantas pessoas que vou reencontrar em uma nova fase da minha vida. Tudo isso está me deixando meio atordoada e com o pensamento em um futuro promissor. É o “novo voltando ao velho que agora está novo pra mim!”. Piorou? Com o tempo, entenderam tudo o que estou escrevendo. Não pensem que fiquei louca.
Gostaria muito de receber sugestões e trocar experiências. Alguém se habilita?
Vou explicar: Há 13 anos eu resolvi mudar radicalmente a minha vida. Senti o mesmo frio na barriga que sinto agora, mas nunca deixei de fazer nada por medo ou insegurança de algo não dá certo. Eu fiz. Eu mudei.
Em breve, mais precisamente no final de novembro, vou voltar a viver no mesmo lugar de onde saí.
È engraçado como esse mundo dá voltas e muitas vezes voltamos ao mesmo ponto, mas ele nunca estará igual. Isso é bom. Será uma nova mudança. Será uma nova vida.
O que será que me espera por lá?

“Um ar de mistério
Revela a mulher
No olhar de criança
Veja o sinal da mudança
Misturar os sentidos...

Eu reconheço o desejo
Vai recomeçar
É segredo e sedução
É brincar de sim e de não
A canção que faz girar o mundo
Já tomou meu coração...”
(Mudança – Roupa Nova)

quinta-feira, setembro 22, 2005

Quase Lá!

Está chegando a hora!
Hora de mudar o meu destino, acreditando que tudo vai ser bom e vai dá certo.
Fica aquele friozinho na barriga mas, mudanças são necessárias na vida e eu quero fazê-las da melhor forma, com a cabeça erguida e com plena consciência de que tudo o que eu fizer, vai ser melhor para minha vida.
Porém, quero tudo que a vida possa me dar e que eu possa conquistar.
Quero aproveitar tudo e todos ao meu redor, como se o mundo fosse acabar no dia seguinte...

"Eu quero uma lua plena
Eu quero sentir a noite
Eu quero olhar as luzes,
que teus olhos não me têm deixado ver
Agora eu vou viver
Eu quero sair de manhã
Eu quero seguir a estrela
Eu quero sentir o vento
pela pele um pensamento me fará
Uma louca tempestade..."
(Ana Carolina)

sexta-feira, setembro 16, 2005

Você Pode

O texto a seguir, não foi criação minha. Mas achei muito interessante e gostaria de passar a menssagem que contém nele para vocês refletirem. Espero que vocês também gostem.

"Você Pode

Você pode curtir ser quem você é, do jeito que você for, ou viver infeliz por não ser quem você gostaria.
Você pode olhar com ternura e respeito para si próprio e para as outras pessoas ou com aquele olhar de censura, que poda, pune, fere e mata, sem nenhuma consideração para com os desejos, limites e dificuldades de cada um, inclusive os seus.
Você pode amar e deixar-se amar de maneira incondicional, ou ficar se lamentando pela a falta de gente à sua volta.
Você pode deixar como está para ver como é que fica ou com paciência e trabalho conseguir realizar as mudanças necessárias na sua vida e no mundo à sua volta.
Você pode deixar que o medo de perder paralise seus planos ou partir para a ação com o pouco que tem e muita vontade de ganhar.
Você pode amaldiçoar sua sorte ou encarar a situação como uma grande oportunidade de crescimento que a vida lhe oferece.
Você pode mentir para si mesmo, achando desculpas e culpados para todas as suas insatisfações ou encarar a verdade de que, no fim das contas, sempre você é quem decide o tipo de vida que quer levar.
Você pode escolher o seu destino e, através de ações concretas caminhar firme em direção a ele, com marchas e contramarchas, avanços e retrocessos, ou continuar acreditando que ele já estava escrito nas estrelas e nada mais lhe resta a fazer senão sofrer.
Você pode viver o presente que a Vida lhe dá ou ficar preso a um passado que já acabou – e, portanto não há mais nada a fazer -, ou a um futuro que ainda não veio - e que portanto não lhe permite fazer nada.
Você pode ficar numa boa, desfrutando o máximo das coisas que você é e possui ou se acabar de tanta ansiedade e desgosto por não ser ou não possuir tudo o que você gostaria.
Você pode engajar-se no mundo, melhorando a si próprio e, por consequência, melhorando tudo que está à sua volta ou esperar que o mundo melhore para queentão você possa melhorar.
Você pode continuar escravo da preguiça ou comprometer-se com você mesmo etomar atitudes necessárias para concretizar o seu Plano de Vida.
Você pode aprender o que ainda não sabe ou fingir que já sabe tudo, e não precisa aprender mais nada.
Você pode ser feliz com a vida como ela é ou passar todo o seu tempo se lamentando pelo que ela não é.
A escolha é sua e o importante é que você sempre tem escolha.
Pondere bastante ao se decidir, pois é você que vai carregar - sozinho e sempre - o peso das escolhas que fizer..."

(Autor desconhecido)